logo

OPOSTOS QUE SE COMPLEMENTAM

Charmosa e cheia de requinte, a arquitetura clássica é dotada de detalhes que carregam consigo o revivalismo – fenômeno que resgata princípios e tradições de tempos passados. Tais características se manifestam por meio da presença de materiais sofisticados, como cristais e bronzes, de mobiliários feitos com madeiras nobres e esculpidas à mão, de adornos suntuosos e obras de arte que marcaram época.

Já a arquitetura contemporânea, preza por uma elegância manifestada de forma mais leve e sutil. É, além disso, um estilo mais ousado, que exala criatividade ao propor a harmonia entre diversas tendências num mesmo espaço. Não é incomum apreciar num projeto contemporâneo a combinação entre elementos marcantes do design que despontaram em diferentes épocas da segunda metade do século XX pra cá.

Fica claro, portanto, que se tratam de estilos bem diferentes. No entanto, os paradoxos não impedem que clássico e contemporâneo possam se encontrar na decoração, convivendo harmonicamente, para compor ambientes imponentes, que fascinam pela beleza. São vários os elementos que conseguem unir esses dois estilos decorativos, mas um especificamente faz isso muito bem: o projeto luminotécnico.

Utilizando apenas o recurso de iluminação, é possível, sim, conseguirmos o efeito de comunhão entre o clássico e o contemporâneo, de forma muito delicada, sem prejudicar a harmonia do projeto. Como conseguir tal efeito? Vamos a um exemplo prático. Arandelas de bronze, inspiradas em antigas lanternas usadas no interior, trazem um ar de antiguidade e de aconchego. Apesar do clima nostálgico, elas caem bem numa sala de estar com ambientação contemporânea.

E se o contemporâneo é o estilo predominante, por que não inserir um plafon e ainda uma luminária de coluna nesse mesmo espaço? O resultado é um ambiente com elementos luminotécnicos contrastantes, mas que trabalham juntos para criar o visual perfeito para o espaço.

É claro que, com outros elementos também é possível unir o clássico ao contemporâneo. Mas a iluminação tem o poder único de mexer com as nossas sensações. Assim sendo, combinar dois estilos neste quesito permitirá a criação de várias cenas para um mesmo ambiente. Uma iluminação mais acolhedora, uma mais relaxante ou uma mais performática, podem ser oferecidas numa mesmo espaço, dependendo os estilos de luminárias que foram especificados.

Por fim, é importante deixar claro que o caráter do ambiente também vai influenciar muito na hora de receber a mistura do antigo com atual. Por isso, é bom ficar atento à decoração como um todo e contar com ajuda profissional, para não criar misturas muito forçadas ou que logo se tornarão cansativas aos olhos. O espaço tem de ter uma personalidade, um conceito. Se isto estiver resolvido, outros elementos advindos de estilos diferentes só vão enriquecer e complementar.

_MG_2208
_MG_2239

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *